sábado, 22 de junho de 2013

Sobre a "não amizade"...


Não é amizade se não há respeito às ideias divergentes. “Você pensa ‘x’, eu penso ‘y’, mas os nossos opostos são afluentes que desembocam no rio principal da nossa amizade, que é muito mais valiosa”, refletem os amigos. 

Não é amizade se não resiste à distância ou ao tempo. Nesse ponto, a amizade ganha até do amor romântico, pois, mesmo que se passem cinco ou dez anos do abraço daquele amigo, é certo que ele continua aconchegante quando do reencontro...

Não é amizade se não se consegue rir, rir muito, quase até chorar, por uma piada sem graça do amigo, ou mesmo por aquela situação de vexame completamente fora de contexto.

Não é amizade se há necessidade de contratos formais para garantir as avenças entre amigos. Porque a confiança, essa é a mola mestra da verdadeira amizade...

Não é amizade se há sentimento de posse pela outra pessoa. Se alguém se sente ameaçado pelos outros amigos do amigo, essa relação pode ser qualquer coisa, menos amizade.  

Não é amizade se você precisa se explicar demais. E se você não consegue desculpar/perdoar o outro, principalmente naquele momento em que ele mais o decepcionou, saiba: vocês nunca foram amigos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário