terça-feira, 20 de agosto de 2013

Sobre o tempo...

     
     Cá estava eu refletindo sobre o tempo... Pensando na hora certa de fazer escolhas e tomar decisões, exercitando a "futurologia", matutando sobre as angústias do tempo desconhecido. Foi quando me lembrei dessa passagem bíblica... 

     "Para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus: tempo para nascer, e tempo para morrer; tempo para plantar, e tempo para arrancar o que foi plantado; tempo para matar, e tempo para sarar; tempo para demolir, e tempo para destruir; tempo para chorar, e tempo para rir; tempo para gemer, e tempo para dançar; tempo para atirar pedras, e tempo para juntá-las; tempo para dar abraços, e tempo para apartar-se; tempo para procurar, e tempo para perder; tempo para guardar, e tempo para jogar fora; tempo para rasgar, e tempo para costurar; tempo para calar, e tempo para falar; tempo para amar, e tempo para odiar; tempo para a guerra, e tempo para a paz." (Eclesiastes 3, 1-8)

     Sobre o tempo, trago também comigo uma citação do mestre Genuíno Sales, ser humano pelo qual nutro um imensurável respeito e admiração! Ao entrar em sala para ensinar Gramática e Redação na minha turma do Pré-vestibular, a sua saudação inicial era: "O tempo não perdoa o que se faz sem ele". É bem verdade, meu professor...

     O tempo, com a mesma intensidade que nos faz livre para a tomada de caminhos, é um diligente juiz na hora do "acerto de contas"... E saber reconhecer o "momento do tempo" talvez seja o maior dos nossos desafios.

     


Nenhum comentário:

Postar um comentário